Castelo BrancoJustiça

Rouba cartão a utente de lar e é ‘caçada’ a comprar material electrónico

publicidade

Uma mulher de 32 anos de idade foi constituída arguida depois de elementos do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Sertã, terem apreendido material eletrónico comprado com dinheiro de furto.

No âmbito de uma investigação por furto qualificado, os militares apuraram que a suspeita, uma mulher de 32 anos, subtraiu um cartão bancário a um utente do lar onde trabalhava na Sertã, Castelo Branco, e realizou várias compras não autorizadas com esse dinheiro.

No seguimento das diligências policiais, foram apreendidos os artigos adquiridos indevidamente, destacando-se um computador portátil e um telemóvel.

A suspeita foi constituída arguida, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial da Sertã.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui