PolíticaSeixal

Roda Gigante no Seixal contestada pelo PS da União de Freguesias

- publicidade -

A Secção do Partido Socialista do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires criticou a opção da Câmara Municipal do Seixal de colocar uma roda gigante na zona ribeirinha e de ter recusado autorizações a feirantes itinerantes para participarem na Feira de Natal.

Refere uma nota da Secção que «recebemos a comunicação de operadores económicos que pretendiam exercer as suas atividades nas ruas da União de Freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires, nesta época de festas, com a possibilidade de serem ‘apoiados’ e com esperança de sustento num ano tão difícil, em que a Câmara Municipal do Seixal cederia uma área para dinamizar a ‘Feira de Natal’, contudo esses pedidos foram declinados».

Segundo esta nota «em contraste, ficámos perplexos com a opção da instalação de uma ‘Roda Gigante’» que consideram «uma verdadeira ostentação», uma vez que segundo o ajuste directo publicado no Base.Gov, o aluguer do equipamento teve um custo de 45.000 euros por 19 dias.

«Esta opção em alternativa às dinâmicas que poderiam conceder aos feirantes itinerantes o sustento nesta altura especial como a época natalícia a várias famílias locais, é deplorável!

E mais, sabemos que a empresa contratada é a mesma da festa do Avante!.»

A Secção do PS do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires insiste que «a existirem atividades de rua, para além de dispersas e desde que cumpram com as medidas de contingência, deveriam ser dadas oportunidades aos operadores comerciais que mais precisam, sobretudo aos nossos comerciantes locais».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui