Nacional

RIR quer mão pesada para desvios de vacinas contra a Covid-19

A polémica instalada na vacinação dos 126 funcionários da Segurança Social do distrito de Setúbal, levou a que vários partidos pedissem a demissão imediata da diretora. RIR vai mais longe e pede a condenação judicial para este forma criminal.

- publicidade -

O caso das vacinas contra a Covid-19 no Centro Distrital de Setúbal, levaram a diretora, Maria Natividade Coelho, de 58 anos de idade, a pedir a demissão do cargo da função que desempenhava naquele organismo público.

Depois da polémica ter sido tornada pública e que também incluiu a vereadora do Partido Socialista (PS) na Câmara do Seixal e técnica na seção de RSI em Sesimbra, vários partidos políticos desdobraram-se em comunicados a pedir a demissão da responsável máxima da Segurança Social no distrito, o que acabaria por horas depois da notícia fazer a primeira baixa no Centro Distrital de Setúbal.

O partido RIR emitiu este sábado uma nota de imprensa onde repudia as atitudes de todos os dirigentes de organismos públicos, privados e sociais e pede que as instituições judiciais, nomeadamente o Ministério Público proceda criminalmente pelo crime de desvio de vacinas contra a Covid-19.

A Direção Política Nacional do RIR vai mais longe e pede que órgãos de justiça possam iniciar de imediato uma investigação sobre todos os atos cometidos no desvio das vacinas que diz ser pago com o dinheiro de todos os contribuintes.

O partido de Vitorino Silva apela ainda às instâncias judiciais que procedam ao inquérito criminal e que se sejam destituídos todos aqueles que receberam a vacina não estando em grupos de risco.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui