Atualidade

Rio não se demite, mas não se recandidata se autárquicas forem iguais a 2017

- publicidade -

Rui Rio, líder do PSD, admite que a sua recandidatura à liderança do partido depende dos resultados das eleições autárquicas: “Não está em causa demitir-me de nada. Está em causa recandidatar-me ou não“, afirmou em entrevista à Rádio Renascença.

Assim, se o resultado destas eleições autárquicas “for igual ou pior ou muito pouquinho melhor” do que em 2017, o líder do PSD não se volta a candidatar às eleições diretas em janeiro e ao congresso em fevereiro.

A respeito de coligações autárquicas entre o PSD e o Chega admite que: “Não é desejável. Se fosse desejável, tinha permitido coligações pré-eleitorais”. “Se o Chega se moderar, o PSD pode conversar; se não se moderar, não há conversa possível. O que tenho assistido é o contrário: em vez de se moderar está cada vez pior“.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo