CulturaDistritoDistrito Setúbal

Reviver cultura e tradições? É no Mercado Caramelo!

publicidade

A sessão de abertura da 4º edição do Mercado Caramelo, contou com os habituais discursos por parte de Luís Fernandes, presidente da Confraria Sopa Caramela e organizadora do Mercado Caramelo, Manuel Lagarto, presidente da Junta de Freguesia do Pinhal Novo e de Álvaro Amaro, presidente da Câmara Municipal de Palmela.

Todos os intervenientes realçam um aspeto que consideram fundamental para a existência do evento sendo ela o associativismo e a cooperação entre moradores na organização e montagem daquele que é um evento que “já se fala um pouco por todo o país” segundo Álvaro Amaro relatou ao Diário do Distrito.

A típica Sopa Caramela, expositores remetentes à época e ainda todos os protagonistas vestidos a rigor, são apenas uma parte daquilo que se pode encontrar este fim de semana no Largo José Maria dos Santos. Para Manuel Lagarto, “o impacto deste evento é significativo na medida que faz com que os moradores pensem e vivam a freguesia e isso vê-se quando os próprios querem vir vestidos a rigor, o que é uma recompensa tendo em conta o trabalho envolvido.”.

Luís Fernandes, presidente da associação organizadora do evento destaca as novidades desta edição tais como o conjunto de novos artesões que trazem uma maior emersão ao mercado que remonta ao século XIX.

É o caso de Pedro Silva, tamanqueiro e soqueiro que procura dar continuidade à tradição de família que começou no seu pai. Para o conimbricense é essencial manter viva este tipo de cultura pelo que engradece o Mercado Caramelo como promotor de trabalhos como este.

São 3 dias de muita animação, reviver de cultura e valores. Contudo, nem tudo é no passado. O “Abafadinho Caramelo” ilustre conhecido na região teve o seu início de vida na primeira edição do Mercado. O seu sucesso não deverá ser revelado pelo que Nuno Branco, proprietário da ASL Tomé apenas desvenda uma parte do seu fabrico “é com uvas de moscatel, mas não só.”

Com entrada gratuita ao público e aberto das 09h30 às 01h00, o Mercado Caramelo não deverá ficar por aqui. Álvaro Amaro em declarações ao Diário do Distrito revela que “com toda a certeza que para o ano teremos uma 5ª edição desta iniciativa que promove o nome desta terra, os seus valores e costumes assim como as nossas tradições que para muitos são hoje aqui relembradas”. JR

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui