EconomiaEducaçãoPolíticaSesimbraTurismo

Reunião da autarquia de Sesimbra aprovou programa de ações de formação com o Turismo de Portugal

- publicidade -

Os vereadores da Câmara reuniram-se para dar seguimento a candidatura para a reabilitação de 60 habitações no Bairro Municipal da Almoinha ou aprovar a minuta do Protocolo de Cooperação com o Turismo de Portugal para a dinamização do Programa Formação + Próxima. Este será virado para a realização de ações de formação vocacionada para o turismo. Estas habitações que precisam de obras na Almoinha dizem respeito ao isolamento e substituição de janelas e portas. As obras foram aprovadas por unanimidade pelos vereadores presentes.

Também houve um momento de discussão sobre o empreendimento que vai nascer na mata de Sesimbra. Sobre este tema, que tem dado que falar, Francisco Jesus falou que o que vem na comunicação social são «inverdades e imprecisões que criam um clima de suspeição sobre a aprovação deste contrato». O PDM de Sesimbra está a ser revisto e não suspenso, como algumas notícias tem avançado.

A reunião teve algumas considerações por parte dos vereadores. A responsável pelo turismo, Argentina Marques, deu os parabéns a maior exposição fotográfica subaquática do mundo (perto do Clube Naval) e falou sobre a importância da estação náutica de Sesimbra que está envolvida num projeto a nível europeu. Para incentivar os consumidores a comprarem no comércio local, a autarquia voltou a aprovar a realização de um concurso. Para além das pessoas que realizarem as suas compras (o primeiro prémio será de 2000 euros), os donos dos espaços também vão ser agraciados. «Na freguesia da Quinta do Conde existe uma menor adesão. Esperamos que este ano seja diferente», explicou a vereadora Argentina Marques, que tem a pasta do comércio local.

O Agrupamento das Escolas de Sampaio pretende estabelecer uma patrona, a professora Maria Luísa Pereira, como avançou o vereador Nelson Pólvora. A autarquia aprovou um subsídio de 1000 euros para cada um dos agrupamentos escolares para que estes possam aprovar os projetos que saíram da última edição da Assembleia Municipal de Jovens. O vereador José Polido voltou a falar sobre o problema existente com os resíduos e o projeto Porta a Porta, que já está ativo em vários pontos do concelho.

Falou-se também sobre placas toponímicas e como uma simples letra pode mudar o nome de uma localidade. A vice-presidente, Felícia Costa, falou sobre a integração de famílias ucranianas no concelho. Em Sesimbra estão cinquenta famílias, a maioria é composta por mães sozinhas com filhos menores (integradas em contexto escolar). O que dificulta a procura de trabalho destas pessoas, que estão a receber RSI e cabazes alimentares (estes são dados pelo Município). O maior constrangimento está no alojamento.

A Casa do Infantado já está nas mãos da autarquia que agora tem dois anos para recuperar este emblemático edifício. «Temos de reconhecer que há coisas que gostaríamos que estivessem mais avançadas, mas não estão», disse o presidente em forma de curto balanço sobre o primeiro ano deste segundo mandato. Onde o interesse do município está acima de qualquer partido. Num momento aberto ao público, falou-se sobre a falta de estacionamento.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *