DestaqueDistrito SetúbalReportagem

Reservas de Autocaravanas alcançaram números inéditos

publicidade

Com a chegada da pandemia, as fronteiras foram fechadas e as companhias aéreas viram-se forçadas a cortar muitas ligações. A alternativa passou então pelo aluguer de autocaravanas, o que fez este negócio alcançar números inéditos no mês de junho, tanto no Distrito de Setúbal, como por todo o país.

“Reservas aumentaram 55% em junho”

A MR.Vancamper, localizada no Distrito de Setúbal, revelou ao Diário do Distrito que o “número de reservas confirmadas em junho aumentou 55%”, comparativamente ao mesmo período de 2019. Além disso, as autocaravanas eram sobretudo requisitadas por estrangeiros. Com a ausência destes, as reservas dos portugueses “representam agora 74% do total, ao contrário do que aconteceu em 2019, que era de apenas 10%”, informou a agência.

Segundo a MR.Vancamper, o modelo VW Grand Califórnia também é o preferido dos portugueses, “encontrando-se com taxas de ocupação até Agosto 2020 entre os 70% e os 90%”. Face à situação de pandemia, os portugueses “têm aproveitado a ocasião por conhecer o nosso espetacular país, nomeadamente o litoral norte, Arouca (passadiços do Paiva), Parque Natural Peneda Gerês, Costa Vicentina e Algarve”, refere a agência.

Foto: Mr.Vancamper

Miguel Vaz, residente em Setúbal, está habituado às viagens neste tipo de veículos com a sua mulher, e revelou que este ano teve algumas dificuldades em “alugar uma autocaravana, devido à elevada procura. Costumamos ir sempre em junho para o norte do país, mas acabámos por ir no início de julho”, afirmou.

“Tivemos um crescimento de 120% em relação a 2019”

A Yescapa, que também disponibiliza o aluguer de autocaravanas, conta ao nosso jornal que “só nos primeiros 15 dias do mês de junho, foram mais de 2200 pedidos de reservas feitos para autocaravanas a nível nacional”. Isto representa um “crescimento de 120%, em relação ao mesmo período de 2019”, acrescentou a agência, referindo ainda que “no contexto da pandemia, os portugueses preferem viagens nacionais”, até porque as fronteiras estiveram encerradas e só reabriram recentemente.

No entanto, não é só nas agências de aluguer que os portugueses procuram autocaravanas. O OLX comunicou que entre maio e junho, a pesquisa pelo nome “autocaravana” aumentou 55%. Os distritos onde mais se procuram por estes veículos são  Lisboa (26,7%), Setúbal (13,6%), Porto (12,2%), Braga (9,1%) e Leiria e Aveiro (8,8% cada). “A procura por casas de férias e moradias continua a fazer parte das palavras mais pesquisadas, no entanto, com estes estudos percebemos também que o autocaravanismo tem sido uma opção para muitas famílias que querem explorar o país em segurança”, afirmou Andreia Pacheco, Brand Manager do OLX em Portugal.

Foto: Mr.Vancamper

“Devido às limitações existentes, observamos também a uma mudança no perfil geográfico dos viajantes de Autocaravanas em Portugal, que ao não viajarem para o estrangeiro, procuram alternativas para uma férias seguras, numa casa sobre rodas, podendo explorar os locais mais entusiasmantes”, acrescentou a responsável.

Polémica com o Governo

Mas nem tudo são maravilhas. A mais recente polémica entre o Governo e a Federação Portuguesa de Autocaravanismo (FPA) pode prejudicar os viajantes, após a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, ter proibido o estacionamento destes veículos junto aos acessos das praias, onde normalmente se verifica um grande aglomerado.

“Não considero justo e não entendo o motivo desta proibição. No meu caso e no da minha mulher, só paramos nesses sítios de noite para descansar. Agora já posso ser multado por isso”, conta Manuel Ribeiro. Também Paulo Silva, que costuma partir de Almada para o resto do país com a sua família, mostrou o seu desagrado com esta medida. “Acho mal, porque obriga-nos a ter de ir para parques de campismo ou áreas de serviço. Há menos sossego e mais quilómetros a fazer, em vez de podermos parar num sítio tranquilo. Mas se agora é assim temos de cumprir”, afirmou.

Em tempos de pandemia, as pessoas optam pela segurança e o conforto da viagem numa casa sobre rodas, que também proporciona boas condições de higiene. A procura aumenta cada vez mais face ao novo panorama mundial, e este parece ser um negócio que vai disparar e atingir patamares históricos nos próximos tempos.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui