Rede CUF suspende acordo com a ADSE

José Mello Saúde anunciou ontem a suspensão da convenção com a ADSE, com efeitos a partir do dia 12 de abril.

0
189
DR

Os hospitais da CUF – José de Mello Saúde suspenderam a convenção com a ADSE para prestação e cuidados de saúde aos seus beneficiários em toda a rede CUF, podendo evoluir para denúncia definitiva da convenção.

De acordo com o jornal Expresso, a nota interna da José Mello Saúde indica a suspensão da convenção com a ADSE tem efeitos a partir do dia 12 de abril.

“Esta suspensão poderá evoluir para a denúncia definitiva da convenção”, a 01 de março, caso não sejam encontradas “soluções equilibradas e que defendam os superiores interesses dos beneficiários da ADSE”, é referido na mesma nota.

O documento refere ainda que “todos os atos que venham a ser marcados, a partir de hoje [segunda-feira], para data posterior [a 12 de abril], deixarão de poder ser realizados ao abrigo do regime convencionado”.

Apesar desta decisão, estarão asseguradas as marcações existentes, assim como os tratamentos prolongados e partos, mesmo que agendados para data posterior a 12 de abril.

No caso dos beneficiários que decidam agendar cuidados de Saúde para depois de 12 de abril, é referido que “a CUF disponibilizará uma tabela de preços específica e ajustada, ficando estes atos sujeitos ao pedido de reembolso à ADSE ao abrigo do regime livre”.

O comunicado alega fatores que “tornam insustentável a manutenção da convenção sob pena de colocar em causa os padrões de qualidade e segurança”.

Segundo avança a agência Lusa, os membros do Conselho Geral e de Supervisão da ADSE reúnem-se hoje, onde será abordada a questão da eventual suspensão da convenção entre a José Mello Saúde e a ADSE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome