Editorial

Quem tem medo do Carlos de Sousa?

publicidade

O ex-autarca que foi saneado do Partido Comunista Português, está de volta passados 14 anos de ausência dos seios da política, depois de ter estado à frente dos destinos das câmaras municipais de Palmela e depois de Setúbal.

Após do seu anúncio em que se vai candidatar às autárquicas de 2021, Carlos de Sousa parece ter feito o reacendimento da chama que estava adormecida nos autarcas das várias forças políticas locais.

Se antigamente era difícil as populações contarem com a presença dos autarcas nos sítios onde verdadeiramente existem os problemas, agora basta só uma palavra nas redes sociais para que no dia a seguir consigam ter a atenção dos autarcas e políticos que os vão ouvir a esses locais.

Foram vários anos assim, tive conhecimento de que existem populações que aguardam há meses a aparição dos autarcas ou até elementos da oposição, há poucos dias atrás os mesmos apareceram, e lá deram o ar da sua graça.

Tudo isto porque o ‘homem forte’ que fez crescer o concelho nos mandatos que presidiu em Palmela, voltou a estar na ordem do dia e até captar a atenção dos media.

Será Carlos de Sousa capaz de derrubar a muralha de um castelo? Castelo esse que se chama PCP? O que conseguiu foi fazer suar a oposição, e inquietar todos aqueles que pensavam que Palmela era favas contadas e favas vencidas.

Será que com este candidato de respeito, os partidos políticos que estão na corrida conseguem ter alguma chance ou levarão um cartão vermelho como levou a CDU em 2017, que agora governa os destinos de Palmela, mas com maioria relativa?

Vamos ver o que vai acontecer, esperam-se umas autárquicas animadas em terras dos guerreiros de Santiago.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui