AlmadaJustiça

Quatro anos de prisão por roubo agravado no Centro de Saúde do Monte da Caparica

publicidade

O Juízo Central Criminal de Almada condenou esta segunda-feira um arguido pela prática do crime de roubo agravado na pena efetiva de quatro anos de prisão.

Segundo o comunicado do Ministério Público, esta foi «uma condenação em consonância com o defendido pelo Ministério Público em sede alegações finais».

Os factos remontam a setembro de 2019 e ocorreram no interior do Centro de Saúde do Monte da Caparica.

O tribunal deu como provado que enquanto a vítima, pessoa idosa e fisicamente debilitada, aguardava atendimento, o arguido manietou-a e retirou-lhe dos dedos três alianças de ouro, ordenando-lhe, durante a execução do crime, que estivesse calada e quieta.

Horas mais tarde, vendeu os artigos subtraídos horas num estabelecimento de compra e venda de peças de ouro.

O arguido tinha já anteriores condenações por iguais condutas, sempre traduzidas em penas suspensas.

O inquérito foi dirigido pelo DIAP/ALMADA com a coadjuvação da GNR.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui