Parceiros
Crime
Em Destaque

“Quadro grave de alcoolismo” avança PJ sobre o detido culpado pelo incêndio florestal em Aveiro

O presumível autor do incendio de Ponte de Vagos que provocou a destruição de dois hectares de floresta foi identificado e detido pela PJ

Na passada quarta-feira, 13 de julho, foi identificado e detido pela Polícia Judiciária o presumível autor do crime de incêndio florestal que deflagrou a localidade de Ponto de Vagos no final da tarde de 7 de julho.

O método do homem de 59 anos, consistiu no uso de chama direta que originou uma ignição numa zona de florestação densa. Está ação causou um incêndio que queimou mais de dois hectares de área florestal e anexos de uma habitação


O homem detido vai ser presente às Autoridades Judiciárias, em Aveiro, onde será ouvido no primeiro interrogatório judicial e onde irá conhecer serão aplicadas as medidas de coação.

De momento, é indeterminado se existe alguma explicação plausível para o incendio ou qualquer motivação racional, mas a PJ avança que se registou “um quadro grave de alcoolismo”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carreguem em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.