À Boa MesaInternacional

‘Punheta de bacalhau’ e ‘Batata a murro’ proibidas por aplicação de comida

- publicidade -

São dois dos pratos típicos portugueses, mas que foram considerados ‘ofensivos’ por um sistema tecnológico brasileiro que analisa as palavras utilizadas na plataforma IFood, uma aplicação brasileira, similar à Ubereats, e líder na América Latina.

Esta aplicação retirou no passado fim-de-semana estes dois pratos típicos portugueses da aplicação que faz a distribuição de comida ao domicílio, por considerar que as designações eram ‘ofensivas’.

O restaurante de comida portuguesa ‘Grutas de Santo António’ viu o seu acompanhamento de ‘batatas a murro’ eliminadas da lista de oferta, ao fim de quatro anos a usar referida a plataforma.

O responsável do restaurante, Alexandre Henriques, numa entrevista à Globo explicou o seu descontentamento, tanto com o bloqueio como com falta de comunicação entre a aplicação e os seus parceiros.

Segundo este «não houve qualquer aviso sobre a mudança da política de uso» o que causou prejuízos porque «os clientes pensaram que o acompanhamento tinha saído» e não compreende como «um prato que está há mais de 100 anos no Brasil, desde o colonialismo» tenha agora este tratamento.

A razão, segundo a empresa, prende-se com o facto do termo ‘murro’ ser considerado uma palavra agressiva, que vai contra os termos de uso do IFood e, como tal, é automaticamente bloqueada.

Não satisfeito com o ocorrido, Alexandre Henriques expos o caso nas redes sociais, e as reações de outros empresários do sector não se fizeram esperar: «um deles contou que lhe pediram para mudar o prato ‘punheta de bacalhau’, um dos mais típicos pratos portugueses.

Esta segunda-feira, 17 de maio, a empresa emitiu um pedido de desculpa, esclarecendo que não se trata de uma nova política, mas sim de um sistema tecnológico que analisa palavras que considera ofensivas, preconceituosas, racistas ou que violem os termos e condições ou o código de conduta e ética.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui