Atualidade

PSP vai intervir em casos de ajuntamentos

Forças da autoridade vão intervir em casos de ajuntamentos

- publicidade -

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou esta sexta-feira que «as forças de segurança têm orientações muito precisas para, nas próximas semanas, intervirem em casos de ajuntamentos de pessoas e encerrarem qualquer estabelecimento comercial quando violarem as regras de contenção à covid-19».

Em causa está a ‘situação de contingência’ que passa a vigorar para todo o país a partir de 15 de Setembro, sendo que «as zonas prioritárias de atuação é a reabertura do ano letivo, o acompanhamento da situação dos lares e a verificação pelas forças se segurança do respeito pelas medidas sobre ajuntamento, utilização de restaurantes, áreas comerciais e outros espaços públicos».

As forças de segurança têm ordens para intervirem relativamente ao cumprimento das restrições de ajuntamentos, que vão estar limitados a 10 pessoas, e sobre a lotação nos restaurantes e centros comerciais, cuja violação das regras pode levar ao encerramento.

«Não podem existir grupos superiores a 10 pessoas dentro dos restaurantes», afirmou, acrescentando que as novas regras para os centros comerciais é que não podem existir mais do que quatro pessoas por mesa e que devem estar separadas entre elas.

«Deve ser estritamente respeitada e, se não for respeitada, será fundamento de encerramento ou dessa área de restauração ou, se reiteradamente a prática for assumida, poderá levar ao encerramento de centros comerciais», sustentou Eduardo Cabrita.

No entanto, Eduardo Cabrita ressalvou que a primeira ação das forças de segurança é a sensibilização e o apelo para que se cumpram as regras, mas o incumprimento reiterado leva a uma punição.

As forças de segurança também vão estar atentas se as regras são cumpridas nos restaurantes, cafés e pastelarias que se situam a 300 metros das escolas e que vão ficar limitados ao máximo de quatro pessoas por grupo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui