JustiçaPaís

PSP inicia hoje «Operação Páscoa em Segurança»

publicidade

A Polícia de Segurança Pública realiza, em todo o território nacional, a operação Páscoa em Segurança, que arranca esta segunda-feira, dia 15, e se estenderá até domingo, dia 21.

A PSP explica, em comunicado, que a operação incide em várias vertentes, da sinistralidade rodoviária sobre a qual se «pretende, numa atitude proativa e dissuasora, diminuir os índices de criminalidade e sinistralidade rodoviária registados na área da PSP», tendo em conta que neste período festivo se verifica «uma maior movimentação rodoviária não só no interior das cidades, mas também de e para os locais de naturalidade dos cidadãos, para as tradicionais comemorações, o que origina elevados fluxos de trânsito».

A PSP está especialmente focada na redução da sinistralidade rodoviária recordando que, «apesar da diminuição do indicador relativo às vítimas mortais, os níveis de sinistralidade rodoviária continuam a assumir valores relevantes».

No primeiro trimestre de 2018 foram registados por esta força de segurança 3.534 acidentes com vítimas, sendo que este ano se registaram mais 308 que em período homologo em 2018.

Já o número de vítimas mortais foi de 21, em 2018, e de 18, este ano. Quanto ao número de feridos graves, registou-se um aumento de 7, de 161 para 168.

Por fim, os feridos leves registados foram, nos primeiros três meses do ano, 4.501, mais 377 face ao registado em igual período de 2018.

Outros aspectos a que a PSP estará atenta são as férias escolares, «com maior afluência junto de centros de diversão noturna, potenciando o consumo de bebidas alcoólicas e/ou substâncias psicotrópicas, bem como à adoção de comportamentos de risco que propiciam a ocorrência de acidentes rodoviários e/ou ampliam as suas consequências».

Outra vertente desta operação relaciona-se com o aumento significativo de fluxo de turistas no país, sobretudo espanhóis e franceses.

Este ano a PSP pretende, também, numa perspetiva pedagógica e de proximidade, desenvolver um conjunto de ações junto dos cidadãos idosos direcionadas para a prevenção da criminalidade e para a adoção de estratégias e medidas de autoproteção por parte deste grupo etário.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui