CrimeJustiçaLisboa

PSP deteve oito pessoas em flagrante por tráfico de estupefacientes

- publicidade -

Elementos da Divisão de Investigação Criminal e da 1.ª Divisão Policial procederam à detenção de duas mulheres e seis homens, com idades compreendidas entre os 20 e os 48 anos de idade, por serem suspeitos da prática do crime de tráfico de estupefacientes.

Na informação divulgada pelo Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, é referido que «os polícias apuraram que este grupo se dedicava, de forma organizada e estruturada, à venda de estupefacientes numa zona histórica da cidade de Lisboa, fazendo-o de forma bastante ativa e lucrativa ao longo dos últimos seis meses.

tarot terapêutico

Na sequência de várias denúncias e informações criminais recolhidas, a PSP soube que este grupo, sediado numa turística, histórica, familiar e comercial zona do centro de Lisboa, desenvolvia esta atividade criminosa, sendo esta sua única fonte de rendimento, transacionando todo o tipo de drogas duras. 

Esta ação operacional resultou na detenção em flagrante delito de oito suspeitos, todos eles envolvidos intimamente na distribuição, acondicionamento e guarda do estupefaciente, recolha do dinheiro e vigilância dos locais de venda, para além de uma quantidade assinalável de estupefaciente e outros objetos relacionados com a atividade.

Foram apreendidas 130 doses de heroína; 15 doses de cocaína; 100 doses de haxixe; 7000 euros em numerário; 1 soqueira; 1 arma branca e documentos e objetos utilizados na preparação e controlo de vendas.

Os detidos, todos com ampla ‘pegada criminal’ no âmbito do tráfico de droga, foram presentes perante Autoridade Judiciária competente para efeitos de primeiro Interrogatório Judicial e aplicação de respetivas medidas de coação, sendo que foi aplicada a medida de prisão preventiva a dois dos detidos, e aos restantes a medida de coação de apresentações diárias.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui