PSD Seixal critica posição da autarquia face aos focos de covid-19

A CPS do PSD Seixal enviou um comunicado às redações, no qual se pronuncia acerca dos últimos acontecimentos sobre os focos de Covid-19 no Seixal, no Bairro da Jamaica e a reacção da Câmara Municipal Seixal. 

DR
publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: 2 minutos

A CPS do PSD Seixal enviou um comunicado às redações, no qual se pronuncia acerca dos últimos acontecimentos sobre os focos de Covid-19 no Seixal, no Bairro da Jamaica e a reacção da Câmara Municipal Seixal.

«No passado dia 26 de Maio foi anunciado pela DGS a existência de um foco de infecção da Covid-19, no Concelho do Seixal, em Vale de Chícharos, Bairro da Jamaica e onde se contabilizavam16 infectados.

A Câmara Municipal do Seixal por seu turno, apressou-se em anunciar a sua indignação, lamentando que não lhe tenha sido facultada aquela informação pela DGS, lamentando ainda que, depois  a  mesma informação tivesse  sido conhecida apenas através  da comunicação social.

Porém,  é  do  conhecimento  geral,  que  a  Câmara  do  Seixal  foi  alvo  de  vários  avisos  e advertências, incluindo, os do Presidente de Associação de Desenvolvimento Social do Bairro,  o  Sr.  Salimo  Mendes, que  logo  em  Março, denunciou  os  ajuntamentos,  festas, estabelecimentos abertos, etc. tudo o que de impróprio e em cenário de pandemia estava a suceder no bairro.

O Sr. Salimo Mendes pediu mesmo ajuda à Junta de Freguesia de Amora e à Câmara do Seixal, inclusive no fornecimento de máscaras, sabe-se agora, que os seus esforços, em ambos os segmentos, não tiveram qualquer acolhimento junto do poder local.

Entretanto, já no dia de ontem, a Câmara Municipal do Seixal foi desmentida em directo pela  Directora  Geral  de  Saúde, Graça  Freitas, que  afirmou  que a  autarquia estava perfeitamente informada da situação de Vale de Chícharos.

O PSD Seixal desde logo, lamenta profundamente este “pingpong” de argumentos entre a DGS e a autarquia, onde claramente, um está a mentir, visando apenas ver, quem fica melhor na fotografia.

Mais  grave são  os  factos, que  quem  anda  no  terreno pode  realmente  atestar  com verdade.

Assim, em  Vale  de Chícharos, onde nesta  altura já se  registam pelo  menos  36 casospositivos, e onde desde Março, logo no início da pandemia, há notícia de casos positivos, sendo que os mesmos são do conhecimento geral, incluindo dos órgãos locais.

De  resto  em  Abril,  um  funcionário  da  Criar-T,  instituição  de solidariedade instalada  no bairro, testou positivo para o novo coronavírus, mas ao invés de terem tomado logo aí as necessárias medidas, ignoraram o problema.

Com efeito, sabe-se que as crianças que contactaram com o funcionário infectado, nem tampouco foram mandadas de quarentena e o centro de testes da Torre da Marinha ainda as recusou testar.

A Câmara  Municipal  do  Seixal  sabia  de  tudo, desde  o início, mas “lavando  as mãos como Pilatos”, entendeu que não havia qualquer problema e que estava tudo controlado.

Não estava, e tanto não estava, que a DGS com o perfeito conhecimento da autarquia do Seixal foi no dia 14 de Maio ao bairro e ao terreno, para verificar a situação infecciosa, que como se sabe, descontrolou e agravou nos últimos dias.

Porém, a Câmara Municipal, perante factos irrefutáveis, opta como sempre, pelo ruído da reclamação ao poder central, ao invés da acção concreta.

Em boa verdade, esta autarquia especialista em muito prometer e em nada fazer, opta, como  tem  feito, desde  o início desta pandemia,  por  gastar  milhares  de euros, em anúncios, publicidade, propaganda.

Opta, como ultimamente na sucessiva aposta  no culto  da  personalidade do  actual Presidente  da  Câmara, que  há  muito perdeu  o  senso  da  realidade e que por  sua  vez aposta tudo, de  forma  desesperada na sua  própria reeleição,  tudo  isto, sem qualquer utilidade prática para os munícipes.

Considera  o  PSD  Seixal  que  é necessário uma  rápida intervenção da autarquia, que canalizou 3 milhões euros no combate à Covid-19, naturalmente com uma boa articulação com  as  autoridades  de  saúde  pública, que  vise conter este  aumento exponencial de casos, tendo já entretanto mais focos de infecção, nomeadamente, na Cucena, Quinta da Princesa e no bairro de Santa Marta, sob pena do Seixal continuar a ser noticia pelas piores razões pagando severamente a factura de décadas de politicas de realojamento completamente fracassadas.»

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome