PolíticaSeixal

PSD Seixal critica ‘laxismo’ da CDU e PS sobre obra na Ponte da Fraternidade

- publicidade -

Numa nota enviada à imprensa, o PSD Seixal critica a «desresponsabilização política» e o «laxismo» sobre a realização que rodeia o buraco criado na rotunda da Ponte da Fraternidade «e que tem prejudicado seriamente a vida das populações».

Na nota assinada pelo Secretário da Comissão Concelhia, Pedro Guerreiro Cavaco, o PSD Seixal critica «o executivo da CDU, que tantos ajustes diretos tem realizado, entendeu neste caso dar ênfase à responsabilidade das IP – Infraestruturas de Portugal, S.A. para a realização da obra, ignorando o prejuízo às populações.

Assim, se as IP demorarem mais um mês, ou mesmo dois, para solucionar o problema, prejudicando ainda mais as populações, é absolutamente indiferente para os comunistas.»

Os sociais-democratas congratulam-se com o facto de terem sido colocados «dois cartazes no dia de ontem na rotunda seguiram-se em reação à denuncia do PSD visando a inabilidade da CDU para resolver uma questão como esta, sinal de que a CDU está atenta ao trabalho que estamos a realizar».

Alegando «o conteúdo do Decreto-Lei 100-2018 de 28.11» apontam o ainda «o silêncio ensurdecedor do Partido Socialista do Seixal, não esquecendo que é o Partido socialista quem tutela o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas». criticam «veementemente o laxismo que se verifica na resolução».

Exortam também «o executivo da CDU e o Partido Socialista à resolução célere do problema, que tanto tem dificultado a vida a todos os munícipes» e também «critica quem não resolve e apenas reivindica, criando ilusões e empurrando os problemas para a frente. É o que a CDU faz reiteradamente. Urge resolver o problema».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui