DistritoDistrito SetúbalMontijoPolítica

PSD discutiu educação em jantar/debate no Montijo

publicidade

A Comissão Política Concelhia do PSD Montijo enviou uma nota de imprensa na qual dá conta de um jantar/debate, no qual foi debatido o tema da educação, com a presença do vice-presidente do PSD, David Justino.

«Pensar (n)a Educação A Educação» e todas as suas problemáticas foram os temas abordados no debate, que decorreu no Clube Desportivo e Recreativo ‘Os Unidos’, e que contou com militantes do PSD (e JSD) do concelho, como também sociais democratas da  Moita  e  Alcochete,  bem  como  professores,  educadores  e  responsáveis  de  instituições  de solidariedade social locais.

Segundo o comunicado, «de entre várias questões, foram especialmente abordados os temas do momento como a contagem do tempo de carreira dos docentes, e a avaliação dos professores.

David Justino  considerou  três  questões  essenciais  para  uma  melhor  educação:  a  aposta  na  educação  na infância,  a  qualificação  e  a  constante  motivação  dos  professores,  e  a  autonomia  das  escolas,  com avaliação de desempenho das mesmas, frisando ser essencial uma aposta na  educação  de  infância.

O Partido propõe a criação de ‘creches gratuitas, com espaços, infantários e escolas adequadas a crianças de tenra idade’, de modo a ser ‘possível uma capacidade de resposta digna e em tempo útil, com acréscimo de horários, de modo a facilitar a vida dos pais’.

Questionado  sobre  as  atualizações  salariais,  e  sobretudo  a  contagem  do  tempo  de  carreira  dos professores, o antigo Ministro da Educação enalteceu a ‘injustiça que tem sido feita com os profissionais de educação’ e apontou o dedo ao atual Governo, defendendo que para o PSD, ‘a motivação dos professores e dos educadores’ é um dos pontos fulcrais, sublinhando a importância de ‘proporcionar e reconhecer as condições de trabalho dos docentes’.

David Justino, que foi também presidente do Conselho Nacional de Educação, acredita que ‘mais tarde ou mais cedo, o  Governo  de  António  Costa,  terá  de  ceder  às  negociações  com  os  sindicatos,  aos  benefícios  e  aos bónus’ e para o vice-presidente  do  PSD, este  terá de  ser  um  ponto  de  partida  para uma classe  mais motivada, e aí será possível fazer exigências, e apostar numa qualificação, formação e avaliação dos professores, tal como os sociais democratas defendem.

Também  a  autonomia  das  escolas  mereceu  destaque  neste  jantar/debate,  tratando-se  do  terceiro ponto de referência dos social-democratas. David Justino acredita ‘é possível descentralizar serviços e competências para as escolas, e dar-lhes autonomia nos projetos. É importante que as  escolas  possam  ter  o  seu  próprio  desempenho  para  que possam  ser  avaliadas,  e  que  tenham oportunidade de criar projetos”.

David Justino salientou a necessidade de cada ‘município se adaptar à sua realidade, porque cada caso é um caso, e os territórios são todos diferentes, e gradualmente, haver uma descentralização gradual de competências’.

De  entre  várias  intervenções,  Pedro  Vieira,  presidente  da  Concelhia  do  PSD  Montijo,  mostrou-se preocupado com ‘a gestão das escolas, que deixa os alunos extremamente carregados em termos de horários  e  conteúdos  curriculares’ e sublinhou ainda ‘a importância da aposta numa educação cívica acessível a todas as crianças e jovens, numa altura em que a juventude se dispersa e ocupa em atividades muitas vezes duvidosas e sem acompanhamento’.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui