PS Setúbal acusa PCP de ser «força de bloqueio» contra aeroporto no Montijo

A Federação Socialista de Setúbal acusa os autarcas do PCP do distrito de «se transformarem em forças de bloqueio ao desenvolvimento» ao tentarem travar a construção do aeroporto no Montijo.

0
88
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A Federação Socialista de Setúbal acusa os autarcas do PCP do distrito de «se transformarem em forças de bloqueio ao desenvolvimento» ao tentarem travar a construção do aeroporto no Montijo.

Em nota enviada à Lusa, referem que «seria absurdo – e mesmo desproporcional – que um só município pudesse bloquear o investimento mais importante do século na península de Setúbal a propósito de um expediente legal quanto à certificação de um aeroporto», perante a posição do presidente da Câmara da Moita, Rui Garcia (CDU).

A posição de Rui Garcia, corroborada pela do presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos (CDU), já levou o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, a admitir rever a lei, para impedir que uma única autarquia trave a construção do aeroporto complementar de Lisboa.

A lei prevê que a obra só possa avançar se reunir o parecer favorável de todos os municípios afetados.

«Impõe-se, pois, denunciar a atitude dos autarcas do PCP na Península de Setúbal que pretendem conservar o poder que ainda lhes resta nas autarquias da Península de Setúbal com a mesma receita de sempre: opor-se a todo e qualquer desenvolvimento, lançar campanhas de desinformação e manipulação da opinião pública e utilizar e manipular supostas comissões de utentes para servir o seu interesse de imobilismo e de obediência cega às orientações do seu diretório partidário», salienta a Federação socialista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome