Parceiros
Atualidade

Programa especial da PSP e condecoração a título póstumo a Fábio Guerra

- publicidade -

«A Ministra da Administração Interna, Francisca Van Dunem, determinou à Polícia de Segurança Pública (PSP) a criação de um Programa Especial de Policiamento de Proximidade, denominado Programa Fábio Guerra, para a promoção da segurança, paz e tranquilidade públicas e prevenção da criminalidade nas zonas de diversão noturna» refere um comunicado do Ministério da Administração Interna (MAI) enviado esta quarta-feira às redações.

A nota refere ainda «a trágica morte do agente da PSP Fábio Guerra que ocorreu segunda-feira, dia 21 de março, na sequência das brutais agressões sofridas dois dias antes junto a uma discoteca em Lisboa».

O despacho de Francisca Van Dunem determina também, «à Direção Nacional da PSP, a abertura de um inquérito para apurar os factos relativos ao falecimento do agente Fábio Guerra, com vista à decisão sobre a atribuição de compensação especial por morte aos herdeiros».

A Ministra da Administração Interna “determinou ainda a condecoração, a título póstumo, do agente Fábio Guerra com a Medalha de Serviços Distintos de Segurança Pública”.

No despacho, datado de 21 de março, Francisca Van Dunem realça que «o agente Fábio Guerra acabou por falecer na sequência de um ato de generosidade, ao tentar restaurar a paz pública e revelando um superior sentido de missão, merecendo por esse motivo o devido reconhecimento público espelhado, nomeadamente, nestas três ações».

O polícia Fábio Guerra, de 26 anos, morreu na segunda-feira, no Hospital de São José, em Lisboa, devido às graves lesões cerebrais sofridas na sequência das agressões de que foi alvo, à porta de uma discoteca em Lisboa.

Depois de ter visitado já a família do agente da PSP, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visitou a esquadra da PSP de Alfragide para apresentar as condolências aos colegas do agente, enaltecendo a forma como cumpriu a sua missão.

O corpo de Fábio Guerra será hoje trasladado, pelas 14h00, do Instituto de Medicina Legal, em direção ao Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, em Moscavide, e daí para a Covilhã, onde é esperado pelas 18h00, para um centro funerário no centro da cidade, onde o velório é reservado à família.

O funeral está marcado para quinta-feira, às 10h30, na Igreja de São José, localizada a poucos metros da casa dos pais do agente da PSP. O corpo será depois escoltado pelo Comando Metropolitano de Lisboa da PSP para o Cemitério da Covilhã.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário