Parceiros
Atualidade

Procurador condenado a 6 anos de cadeia por corrupção recebe salário de 5.600 euros sem trabalhar

- publicidade -

Orlando Figueira, ex-procurador do Ministério Público, recebe um ordenado bruto de 5.600 euros do Ministério da Justiça, sem estar a trabalhar e depois de ser condenado a seis anos e oito meses de prisão no final de 2018.

noticia o Público dá conta que o ex-procurador recebe mais de mais de 5.600 euros, ou seja, 3.500 euros líquidos mensais sem exercer.

 O ex-procurador foi acusado de corrupção por ter sido alegadamente corrompido pelo ex-vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, no âmbito da Operação Fizz. 

Mas como o procedimento disciplinar durou seis anos e só se efectivou com a sentença do processo-crime, a dezembro de 2021, pelo Tribunal da Relação de Lisboa, até agora continuou a receber o salário e só agora foi proposta a demissão.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário