Barreiro

Processo de loteamento na Quinta das Canas avança 70 anos depois

Os terrenos situados numa das artérias principais da cidade ganham nova vida

- publicidade -

Foi na reunião de câmara desta quarta-feira que o vereador Rui Braga anunciou a proposta de loteamento de iniciativa municipal para os terrenos que foram abandonados ao domínio Público fruto da construção do novo LIDL de Santo André e do McDonald’s. Esta operação decorreu ainda enquanto estava no poder o antigo executivo da CDU

O vereador fez ainda questão de situar a audiência, referindo que “o LIDL doou a Quinta das Canas à Câmara Municipal do Barreiro em troca das taxas e abandonou tudo aquilo, que era um espaço que tinha dono, para o domínio da autarquia logo desde esse momento nós começámos a estudar a visão que tínhamos para aquele território até porque para esta operação, ser efetuada foi preciso deixar cair, e isto veio a Câmara, um plano de pormenor para que a Quinta das Canas que previa qualquer coisa como quinhentos e tal fogos e duas ou três unidades escolares”.

Para o município, este é um importante espaço no território que não é muito extenso e que propõe a construção de habitação acessível, tal como deverá acontecer nos antigos terrenos do centro operacional do NICOLA a custos controlados para a população.

A ambição da Câmara, prevê a criação de ter cerca de 300 habitações municipais, diminuindo a carga do solo que tinha inicialmente um projeto pormenor em cerca de 500. Para a Quinta das Canas, ficam então apresentados “cerca de 137 fogos no seu centro e trazemos também comércio e serviços para dar uma nova centralidade e para dar apoio também a este conjunto de habitações”, sublinhou Rui Braga vereador da Câmara Municipal.

A preocupação ambiental não ficou esquecida pelos responsáveis do projeto de loteamento da Quinta das Canas e “a ligação ao rio foi desde a primeira hora uma preocupação do executivo”.

A ligação ao POLIS fica prometida e está prevista no loteamento uma estrada que vai ligar a zona ribeirinha de Santo André à Quinta das Canas, bem como a renovação de toda a zona verde envolvente.

Junto da autarquia foi também manifestado o interesse do grupo CUF, para investir no Barreiro e trazendo assim uma nova clínica de 1500 m², num investimento de cerca de 10 milhões de euros e a criação de 60 postos de trabalho diretos.

Esta nova centralidade, vem preparar a autarquia para que possa resgatar fundos do PRR no que á construção de habitação municipal diz respeito.

Todos os fatores apresentados para o projeto, vêm permitir resolver um problema com cerca de 70 anos.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *