Covid-19

Problemas com o oxigénio na pandemia: “Governo fará esforços para que não se repita”

- publicidade -

António Sales, secretário de Estado Adjunto e da Saúde, foi questionado pelos jornalistas sobre os problemas com o oxigénio no Hospital Amadora-Sintra, durante a visita à nova Unidade de Retaguarda Hospitalar de Coimbra. A dependência conta com 30 novas camas para doentes Covid-19, de modo a evitar a sobrecarga dos hospitais da cidade.

Em resposta aos jornalistas garantiu que “o Governo fará sempre todos os esforços para que estas situações não se voltem a repetir, mas reforçou que “é preciso interpretar bem o que se passou” nestas unidade hospitalar porque não se verificou “nenhuma falta de oxigénio”.

“Em mais de 350 doentes que estavam internados, mais de 150 estavam em ventilação não-invasiva”, o que “exige altos fluxos, na ordem dos 40 a 60 litros por minuto”.

Assim, “obviamente que tendo muitos doentes com esta pressão de oxigénio isso vai levar a um aumento do constrangimento e a um aumento de pressão dentro da própria estrutura. Para evitarmos que a estrutura pudesse não vir a suportar essa pressão dentro das tubagens, o que se fez foi preventivamente poder transferir doentes para outros hospitais, e assim foi feito”, concluiu.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *