Almada

Prisão preventiva para suspeito de rapto e assalto a distribuidor de tabaco em Almada

- publicidade -

Ficou em prisão preventiva um homem indiciado pela prática de um crime de um crime de roubo agravado, um crime de sequestro e um crime de detenção de arma proibida, que ocorreu a 23 de julho de 2019.

O arguido é suspeito de, com outros elementos, terem perseguido um empregado de uma empresa de distribuição de tabaco, encapuzados, de rosto tapado e de luvas calçadas, até um estabelecimento comercial em Almada.

O grupo rodeou a vítima, apontou-lhe uma arma de fogo transformada, levou-a até ao veículo de entrega e distribuição de tabaco e obrigou-a a entregar a chave da viatura.

De seguida, com o ofendido manietado e com uma arma apontada à cabeça, entraram todos dentro do veículo e dirigiram-se a um local ermo situado em Almada, e no percurso, agrediram e ameaçaram a vítima.

Uma vez chegados ao destino, retiraram do interior do veículo embalagens de tabaco, num total de 1874 maços com o valor de € 8514,10, e dinheiro, no valor aproximado de € 990,00 e abandonaram o local noutro veículo automóvel.

O grupo veio a ser surpreendido pela PSP, entretanto alertada, quando se encontrava a descarregar o tabaco e o dinheiro para o interior de prédio sito no Monte da Caparica e na altura, foi recuperado grande parte do tabaco e dinheiro, mas os suspeitos colocaram-se em fuga.

Na sequência de detenção, um deles foi agora sujeito a interrogatório, tendo o juiz de Instrução, em consonância com o promovido pelo Ministério Público, decidido aplicar-lhe a medida de coação de prisão preventiva.

A investigação prossegue sob direção do Ministério Público de Almada do DIAP da Comarca de Lisboa, com a coadjuvação da Polícia Judiciária (Setúbal).


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo