Política

Prisão perpétua e quotas para imigração de países islâmicos aprovados no programa do Chega

- publicidade -

O novo programa do Chega foi aprovado no VII Conselho Nacional do Partido, e entre as medidas foram aprovadas duas propostas de André Ventura que introduzem no novo programa político do partido a prisão perpétua e a criação de uma base de dados para identificar ‘problemas de subsidiodependência’.

Outra medida aprovada passa pela regulação da ‘imigração islâmica’ para a União Europeia a ser feita por quotas, «sob pena de haver um problema muito grave nos países que recebem estes imigrantes» segundo André Ventura.

«Quem já andou à volta de Bruxelas vê o que é sair do centro de Bruxelas, é entrarmos na Arábia Saudita, verdadeiramente» afirmou o presidente do Chega, dando ainda os exemplos de Londres ou Paris.

Ao longo do segundo dia de trabalhos, o Conselho Nacional do Chega tem estado a votar propostas de aditamento e substituição ou alteração da redação original de artigos contidos no novo programa, hoje aprovado na generalidade.

O novo programa contém menos propostas concretas e deixa de fora algumas ideias, como a referência a uma ‘profunda revisão da Constituição’, e as medidas que queria implementar nesse âmbito, como a presidencialização do regime ou a redução do número de deputados e de ministérios.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo