Almada

Prio Energy esclarece acerca de vídeo captado na Trafaria

- publicidade -

Ao Diário do Distrito foi enviado um vídeo que, alegadamente, demonstrava que um dos postos de abastecimento de combustível da rede Prio Energy, na Trafaria, estava a debitar mais do que o real fornecimento para um jerrican.

O Diário do Distrito contactou a Prio Energy S.A. sobre a veracidade desta situação, respondendo fonte oficial da empresa que «gostaríamos de começar por referir que relativamente ao enchimento do jerrican, ainda que seja homologado (não significa aferido), está marcado com um limite máximo de segurança, para existir espaço suficiente para a expansão de gases.

Ou seja, o limite referido no mesmo é efetivamente maior, por questões de segurança.»

Além disto, a empresa relembra as inspeções periódicas de que são alvo estes equipamentos «de acordo com a Legislação Portuguesa, no ponto 1 do artigo 4º do Decreto-Lei n.º 291/90 de 20 de Setembro, os instrumentos de medição, nos quais se incluem as bombas automedidoras, devem ser sujeitos a um conjunto de operações periódicas que garantam que este mantém a qualidade metrológica dentro das tolerâncias admissíveis relativamente ao modelo respetivo.

A Prio Energy, S.A. cumpriu com o disposto na legislação em vigor e procedeu à verificação dos equipamentos de medição tendo ficado provado, por entidade habilitada e acreditada, que os equipamentos de medição cumprem com os parâmetros de qualidade metrológica estabelecidos para o modelo respetivo (foram verificadas, tendo sido consideradas aprovadas e seladas com selo oficial – verificadas a 02-08-2019).»

Por fim a empresa garante que «não estamos a lesar de qualquer forma o consumidor, podendo assegurá-la de que os litros marcados na bomba auto medidora em cada abastecimento efetuado, foram efetivamente os abastecidos».


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo