AtualidadeNacional

Presidente do CDS diz que Novo Banco é uma “novela triste”

- publicidade -

O presidente do CDS-PP já fez saber que o caso Novo Banco é uma “novela triste” e que o alegado desentendimento entre o primeiro-ministro e o ministro das Finanças não passou de uma qualquer encenação de um autêntico filme ou novela. Caso essa que lamentou que tenha afastado os dirigentes políticos das preocupações com a pandemia de covid-19.

“Não podemos deixar de lamentar a novela triste que devia fazer corar de vergonha os principais responsáveis políticos do nosso país, por terem mergulhado a discussão política mais recente numa espécie de novela em que parece que os políticos vivem numa bolha de eco, completamente desligada do país real e da linguagem dos drama e das preocupações das pessoas”, criticas que foram feitas esta quinta-feira pelo líder centrista.

Francisco Rodrigues dos Santos falou com os jornalistas no final da sessão de esclarecimentos com epidemiologistas, sessão essa que decorreu no Infarmed, em Lisboa.

Parece que alguns políticos estão mais empenhados em viver num país de faz de conta: faz de conta que vai haver recandidatura presidencial, faz de conta que existe um conflito entre o primeiro-ministro e o ministro das Finanças, faz de conta que o ministro das Finanças se vai demitir”, lamentou.

O presidente dos centristas pediu ainda mais “cautela” nos desconfinamento e que seja assegurado por equipamentos de proteção individual que possam ser entregues aos trabalhadores.

Isto no dia em que Portugal tem 1.184 mortes relacionadas com a covid-19 e 28.319 infetados.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui