Política

Presidente da Comissão Europeia quer salário mínimo em todos os países na Europa

publicidade

Ursula von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia, vai propor vai um quadro legal para um salário mínimo para todos os cidadãos na União Europeia.

“Na nossa União, a dignidade do trabalho tem de ser sagrada. Para muita gente, o trabalho já não compensa”. “Os salários mínimos funcionam, e chegou a altura de começarem a ser pagos”, adianta a líder europeia.

Ursula von der Leyen sempre foi uma defensora do salário mínimo, desde a corrida à presidência da Comissão Europeia, “Em todos os países, o trabalho deve pagar pela vida. Se alguém está a trabalhar a tempo inteiro, o emprego deve pagar pela sua vida. É por isso que vou lutar pelo salário mínimo, em todos os países”, prometeu a poucos dias da votação em que pode acabou por ser confirmada como presidente da Comissão Europeia.

“A Comissão vai apresentar uma proposta legal para apoiar os Estados-membros a estabelecer um quadro para salários mínimos. Todos devem ter acesso a salários mínimos, quer através de acordos coletivos, quer através de rendimentos mínimos estabelecidos”, propôs Ursula von der Leyen.

Já para os apoios para as consequências da pandemia covid-19 na Europa, a presidente diz que é para manter. “Definitivamente, este não é o momento de retirar apoios”, garantindo medidas sa sustentabilidade orçamental para os apoios às empresas e os trabalhadores.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui