Almada

Presidente da Câmara manda calar e expulsa brasileira que chama Almada de colonial (c/ vídeo)

- publicidade -

A presidente da Câmara Municipal de Almada Inês de Medeiros protagonizou esta segunda-feira um momento que está a espoletar todo o tipo de reacções e comentários nas redes sociais.

Na mais recente sessão camarária em que é dada a voz aos munícipes, uma cidadã brasileira abordou questões como a falta de condições dos moradores do Bairro do 2º Torrão, as demolições de algumas casas, assim como os critérios para o realojamento dos moradores.

A certo ponto da sua intervenção, e relacionando com os temas que abordava, a munícipe questionou a autarca almadense sobre o colonialismo que se sente em Almada, tendo sido imediatamente interrompida pela autarca socialista, que mandou calar a interlocutora, acabando mesmo por expulsá-la da sessão por esta estar a falar mal dos portugueses ao mencionar o termo “Almada colonial”.

“Para mim, a palavra colonial ou colonialista é um insulto. Ou retira o que disse ou retiro-lhe imediatamente a palavra e assumo todas as consequências da minha decisão”, disse Inês Medeiros.

Assista ao vídeo:


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *