Barreiro

Posto de transferência de Pescado inaugurado no Barreiro

Foi inaugurado, na quarta-feira, o novo posto de transferência de Pescado do Barreiro, na doca seca.

- publicidade -

Foi inaugurado, na quarta-feira, o novo posto de transferência de Pescado do Barreiro, na doca seca. “O acordo estabelecido entre a Docapesca, Portos e Lotas, S.A, a Câmara Municipal do Barreiro e os “Os Camarros – Associação de Pesca Local”, estabelece as condições de cooperação entre as partes, com vista a assegurar a implementação de um Posto de Transferência de Pescado, no concelho do Barreiro, e a sua adequada gestão e manutenção”, pode ler-se na nota da Câmara Municipal.

Após uma requalificação, a doca seca possui hoje, entre outras melhorias, “uma grua de 7 toneladas, um novo cais de acostagem, máquinas de gelo, câmaras frigorificas, rampas de acesso, nova rede elétrica, novos aprestos e áreas de trabalho”. Para Frederico Rosa, Presidente da Câmara do Barreiro, este é o início de uma “caminhada que vai ser longa, ainda que hoje tenha sido o culminar de um projeto, iniciado há 2 anos, e que teve como objetivo reabilitar a doca seca, para que os pescadores tivessem mais condições de trabalho. É importante sentir que o Estado e entidades como a Docapesca reconhecerem o trabalho que aqui foi feito, a organização d´Os Camarros e percebem que estão reunidas todas as condições para se ir ainda mais além e continuar a investir”.

A Secretária de Estado das Pescas, Teresa Coelho, refere que “esta obra representa um avanço para a comunidade piscatória do Barreiro, que passa a ter mais condições de segurança, mais valor no seu pescado e melhores condições para o desembarque das captura. Com o novo posto de vendagem, os pescadores podem desembarcar o seu pescado, registá-lo através das guias de transferência e transportá-lo para a lota, sendo o mesmo vendido através do sistema de leilão”.

Sérgio Faias, Presidente do Conselho de Administração Docapesca, Portos e Lotas, SA, sublinhou que este foi “um sonho tornado realidade, uma luta de 40 anos que agora vê a luz do dia”.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui