PolíticaSetúbal

Posição da JSD Setúbal sobre moradores da Quinta da Parvoíce

publicidade

A concelhia da JSD Setúbal enviou às redações uma nota de imprensa relativa à tomada de posição face às notícias relacionadas com a precariedade vivida pelos moradores da Quinta da Parvoíce e da indignação que surge ao verificar despesismo e má gestão de dinheiros públicos, com investimento em bens acessórios em detrimento do combate à pobreza.

«Há cerca de uma semana recebemos a triste notícia sobre a Quinta da Parvoíce onde vivem 46 famílias em situação precária.

Aqui não só muitas vezes falta luz e água, como também não existem condições para se cumprirem as melhores práticas no combate à pandemia. A situação agrava-se quando existe a possibilidade de muitas destas famílias ficarem desalojadas, face à demolição, a breve trecho, de cerca de 14 casas.

No passado dia 9 de novembro foram inauguradas as decorações de Natal no Paços do Concelho e ainda o “FORNECIMENTO E MONTAGEM DE ILUMINAÇÃO DECORATIVA” valor de 53.000,00 €. É um exemplo apenas do desnorte do executivo deste município.

A JSD critica fortemente esta ação que envergonha todos os setubalenses, mas sobretudo deveria envergonhar o executivo camarário comunista.

Infelizmente, devido à pandemia, muitas outras famílias e comerciantes locais enfrentam dificuldades, tornando esta realidade cada vez mais comum em Setúbal. Deste modo, não conseguimos compreender o despesismo e má gestão de dinheiros públicos que resulta de prioridades mal definidas – investir em bens acessórios em detrimento do combate à pobreza que se alastra em Setúbal depois de 46 anos que tiveram ao leme para corrigir o rumo.

Recordamos a frase de Dioneuza “O facto de ter uma deficiência não quer dizer que a pessoa seja inválida e não tem direito a ser feliz”. Compete à Câmara Municipal de Setúbal garantir uma verdadeira igualdade de oportunidades que permita a perseguição individual da felicidade dos seus munícipes.»

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui