Nacional

Portugal tem mais de 4 mil milhões de animais declarados e 556 multas instruídas

Portugal tem mais de quatro mil milhões de animais declarados e 556 processo de contraordenação instruídos e em fase de decisão final

- publicidade -

Portugal tem mais de quatro mil milhões de animais declarados e 556 processo de contraordenação instruídos e em fase de decisão final, segundo dados da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) enviados à Lusa.

De acordo com os últimos dados da DGAV, reportados a fevereiro deste ano, estão declarados em Portugal 4.478.725.068 animais, sendo 501.604 de companhia e os restantes de pecuária.

A este número juntam-se 747.145 colónias e 43.564 apiários, dados de setembro de 2020, perfazendo um total de 4.479.515.777.

Por tipo, encontram-se declarados 4.103.314.452 frangos, 60.110.132 frangos do campo, 27.842.192 galinhas poedeiras (cria/recria), 78.561.897 galinhas poedeiras (produção), 1.027.272 galinhas poedeiras criadas ao ar livre (produção), 23.328.185 galinhas reprodutoras (multiplicação-cria/recria), 73.561.515 galinhas reprodutoras (multiplicação-produção), 33.072.431 perus (cria/recria/engorda), 69.240.616 patos (engorda) e 470.240 patos (reprodutores).

A estes somam-se 86 avestruzes, 1.056.700 codornizes e, no âmbito das espécies cinegéticas, mais 4.600 patos (reprodutores), 122.943 perdizes (reprodutores), 14.375 faisões (reprodutores) e 6.000 perdizes.

Ainda dentro do grupo dos animais de pecuária, estão declarados 1.619.562 bovinos, 2.220.045 ovinos, 292.503 caprinos, 2.263.956 suínos e 94.102 equinos.

Já entre os animais de companhia registados encontram-se 212.841 canídeos, 287.144 felídeos e 1.279 mustelídeos de um total de 1.669.037 titulares.

Desde outubro de 2019 que os donos de cães, gatos ou furões são obrigados a registar os animais no sistema de informação de animais de companhia (SIAC).

O registo custa 2,50 euros e quem não cumprir está sujeito a multas de, no mínimo, 50 euros.

A partir dessa data e até ao momento, “encontram-se registados nos registos centrais da DGAV, 556 processos de contraordenação já instruídos, e cuja fase de decisão final se encontra em curso”, adiantou o Ministério da Agricultura, em resposta à agência Lusa.

A DGAV é um serviço central da administração direta do Estado, com autonomia administrativa.

- publicidade -

Artigos Relacionados

comentário

  1. Bom dia,

    Gostaria de saber como denunciar um criador de ovinos e caprinos que tem uma grande quantidade de animais, os quais não estão devidamente registrados. Ele não cumpre as respetivas normas de segurança dos animais, os animais ficam sozinhos circulando livremente em várias propriedades vizinhas, causando prejuízos, bem como colocando em causa a respetiva saúde dos animais que acabam por se magoar.
    Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo