AtualidadeDestaqueEconomia

Portugal realiza leilões de Bilhetes do Tesouro

- publicidade -

Portugal volta aos mercados no próximo dia 17 de março, para dois leilões de Bilhetes do Tesouro (BT), com um montante indicativo entre 1.250 milhões de euros e 1.500 milhões de euros, anunciou o IGCP.

Numa nota, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) indicou que estes dois leilões de linhas de BT têm “maturidades em 17 de setembro de 2021 e 18 de março de 2022, com um montante indicativo global entre 1.250 milhões de euros e 1.500 milhões de euros”.

No dia 17 de fevereiro, o IGCP colocou 1.250 milhões de euros em dívida a três e 11 meses, continuando a financiar-se a taxas negativas em mínimos históricos.

De acordo com a informação disponível na página da agência financeira Bloomberg, foram colocados 625 milhões de euros em BT com maturidade em 21 de janeiro de 2022 (11 meses), a uma taxa média de -0,524% e 625 milhões de euros em títulos com maturidade em 21 de maio de 2021 (três meses) a uma taxa média de -0,543%.

A três meses, a procura excedeu em 2,87 vezes a oferta e, a 11 meses, a procura excedeu em 2,75 vezes a oferta.

Nos anteriores leilões de BT a estes prazos, em 19 de agosto de 2020, Portugal colocou 300 milhões de euros a três meses a uma taxa média de -0,501% e 950 milhões de euros a 11 meses a uma taxa de juro de -0,473%.

Naquela data, a procura de Bilhetes do Tesouro atingiu 1.178 milhões de euros a três meses, 3,93 vezes o montante colocado, e 1.948 milhões de euros no prazo mais longo, o dobro do montante colocado.

Em 20 de janeiro, Portugal colocou 1.500 milhões de euros, igual ao montante máximo anunciado, em BT, mas a seis e 12 meses, com os juros a descerem para mínimos de sempre.

Depois disso, no dia 03 de fevereiro, Portugal colocou numa operação sindicada 3.000 milhões de euros em dívida com maturidade em abril de 2052 (mais de 30 anos) a uma taxa de juro de 1,006%, tendo a procura atingido mais de 13 vezes o montante colocado (mais de 40.000 milhões de euros).

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui