EconomiaNacional

Portugal poderá passar por uma “destruição económica maior” do que outros países

publicidade

A agência de ‘rating’ Moody’s classifica Portugal como um dos países onde poderá existir uma “destruição económica maior”, devido principalmente à prevalência de pequenas e médias empresas (PME) na sua economia.

Economias como a Grécia, Portugal ou a Itália, em que as pequenas empresas contabilizam uma grande parte do PIB [Produto Interno Bruto] e do emprego, vão sofrer uma destruição económica maior, dadas as ‘almofadas’ mais baixas das empresas pequenas, menores alternativas de financiamento e menores horizontes”, diz o relatório intitulado de ‘Perspetivas Mundiais dos Soberanos [estados]’.

“A quebra generalizada devido à pandemia e as medidas adotadas pelos soberanos para a conter criaram um choque económico, orçamental e social que durará até 2021 e depois”, segundo a agência.

As nações com as melhores previsões são a Coreia da Sul e os países do norte da Europa. A Moody’s destaca a Dinamarca, que tal como os coreanos, “beneficiou de forte digitalização ou tecnologias de automação“.

No entanto, em 2021, o relatório prevê também que “a maioria das economias, se não todas, comecem a recuperação gradual do choque causado pela pandemia. Os governos devem continuar a reversão gradual das medidas de apoio para as famílias e as empresas”.

A agência alerta que “nenhuma ação irá fazer mais do que parar, e em alguns casos simplesmente abrandar, a erosão das finanças governamentais, que estarão bem mais fracas depois da crise do que anteriormente”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui