Início Nacional Portugal pede ação imediata contra o aquecimento global

Portugal pede ação imediata contra o aquecimento global

Oito países da União Europeia lançaram um apelo para se “agir agora” contra o aquecimento global.

0
160
Globo
Tempo de Leitura: < 1 minuto
Oito países da União Europeia (UE), entre os quais Portugal, lançaram um apelo no âmbito da cimeira europeia de Sibiu, na Roménia, para se “agir agora” contra o aquecimento global.

De acordo com a agência Lusa, o texto diz que “a luta contra as alterações climáticas deve ser a pedra angular da agenda estratégica europeia para o período 2019-2024”.

Além de Portugal, assinaram o apelo a Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Luxemburgo, Holanda e Suécia. O texto foi enviado a todos os Estados membros da UE.

A iniciativa, segundo a presidência francesa, partiu dos países “mais ambiciosos em matéria climática”, numa altura em que os dirigentes europeus devem discutir em Sibiu a agenda europeia para os próximos cinco anos.

“Os dirigentes devem agir agora”, diz o documento, onde se apela também à União Europeia para que respeite o objetivo de atingir a neutralidade de emissões de gases com efeito de estufa no máximo até 2050.

Ainda neste contexto, dezenas de organizações de vários setores de países da Europa exigiram ontem a tomada de medidas decisivas para responder às alterações climáticas.

Os signatários exigem que os líderes da União Europeia, atuais e futuramente eleitos, respondam à mobilização pública, comprometendo-se publicamente a tornar a ação climática uma prioridade.

Acelerar as ações para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, planear o fim do uso de combustíveis fósseis e aumentar os esforços para implantar uma economia circular são algumas das exigências dos subscritores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome

error: Conteúdo protegido!