Portugal disponível para acolher refugiados de Moria

O Governo português transmitiu à Comissão Europeia a sua "disponibilidade para participar no esforço europeu de solidariedade para o acolhimento" dos refugiados de Moria.

publicidade
Tempo de Leitura: < 1 minuto

Depois do campo de refugiados em Moria, na Grécia, ter sido destruído pelas chamas, o Governo português transmitiu à Comissão Europeia a sua “disponibilidade para participar no esforço europeu de solidariedade para o acolhimento” destas pessoas.

Em comunicado, o Ministério da Educação Interna refere que “esse esforço traduzir-se-á na aplicação, em articulação com as autoridades gregas, de dois instrumentos já existentes.

Trata-se do Acordo Bilateral entre os dois países para recolocação de pessoas refugiadas e requerentes de asilo e da manifestação portuguesa de disponibilidade para acolher um total de 500 menores não acompanhados“.

No âmbito do Acordo Bilateral já assinado entre Portugal e a Grécia, “irá proceder-se à agilização da já prevista transferência das primeiras 100 pessoas.

Este Acordo Bilateral, que prevê o acolhimento de até 1000 pessoas que se encontram em campos de refugiados na Grécia, obteve luz verde da Comissão Europeia e tem vindo a ser acompanhado pela Organização Internacional para as Migrações”.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome