AtualidadePolíticaPorto

Porto: PPM aponta o dedo a “amiguismos”, as “elites” e ao debate sem “princípios da democracia”

Em causa está o debate realizado pelo Jornal de Notícias.

- publicidade -

O Partido Popular Monárquico (PPM) emitiu um nota, enviada à redação do Diário do Distrito, onde critica o recente debate acompanhado pelo Jornal de Notícias, acusando de “ir contra as regras do Estado de Direito e os princípios da democracia que ajudámos a fundar”.

“O Jornal de Notícias diz na notícia a acompanhar o debate que aconteceu hoje com seis candidatos, que foram “os candidatos” a discutirem o Porto. O PPM protestou vigorosamente contra este debate por ir contra as regras do Estado de Direito e os princípios da democracia que ajudámos a fundar”, lê-se no comunicado.
O partido relata que comunicou a situação à Comissão Nacional de Eleições, à ERC, ao Presidente da República e Assembleia da República, pedindo igualmente aos restantes candidatos ao Município do Porto para não participarem no debate, “em nome dos valores públicos e democráticos que eles juraram obedecer, em nome dos cidadãos.
“Não, não foram “os candidatos” ao debate do JN. Tal como no debate da SIC e da TVI, foram ao debate de hoje do JN os representantes dos donos disto tudo”, critica o partido.
Termina o comunicado com o apelo ao voto, esperando que “no Domingo os portuenses não sejam ovelhas, gado para o matadouro e abram os olhos! No dia 26 é preciso o Porto derrotar os amiguismos, as elites que nos olham com altivez e falam com desprezo do nosso modo de vida”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo