AtualidadeEconomiaEmpresasSines

Porto de Sines entre os 100 maiores terminais de contentores do mundo

- publicidade -

O Porto de Sines ocupa a 98ª posição do “World Top Container Ports 2021” da revista especializada “Container Management”, registando uma subida de sete lugares comparativamente ao “ranking” do ano anterior, refere um comunicado da Administração dos Portos de Sines e do Algarve.

«O Terminal de Contentores de Sines (Terminal XXI) encerrou o ano de 2020 com um crescimento homólogo de 13%, com um total de 1.611.963 TEU movimentados, o que lhe permitiu subir sete posições no ranking internacional, voltando a integrar o Top 100 mundial na 98ª posição.

No corrente ano, Sines mantém a senda de crescimento e fechou o primeiro semestre com um crescimento homólogo de 22,5%, prevendo-se, no final de 2021, uma movimentação total muito próxima de 1,8 milhão de TEU.»

No final de 2019 foi assinado o aditamento ao contrato entre a PSA Sines (concessionária do Terminal XXI) e a Autoridade Portuária (APS), com vista à duplicação da capacidade do terminal para 4,1 milhões de TEU.

O investimento privado de 660,9 milhões de Euros, por parte da PSA Sines, resultará na ampliação do cais para 1.750 metros, possibilitando a operação simultânea de quatro Megacarriers.

«Esta obra avança a bom ritmo, cabendo à APS a obra da extensão da proteção marítima que abrange toda a parte leste do porto. Em 2020, a PSA Sines continuou a sua trajetória de investimentos, com a conversão de seis RTG (pórticos de parque) em e-RTG totalmente automatizados.»

A PSA e a APS têm vindo também a promover o desenvolvimento da ferrovia no acesso ao terminal, esperando-se a duplicação da operação de comboios até ao final do ano de 2021. Simultaneamente, o Governo continua a desenvolver a ligação ferroviária entre Sines e a fronteira Espanhola, potenciando a capacidade do porto para melhorar o serviço no hinterland ibérico.

No seu Plano Estratégico para os próximos dez anos, a APS prevê que a carga contentorizada continue a crescer de forma sustentada, sendo um dos objetivos primordiais que o porto atinja 8% do mercado ibérico, aumentando assim a quota de carga de e para o hinterland.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo