Parceiros
AtualidadePorto

Porto | Admitidos 7 candidatos para a conceção-construção da nova Ponte D. António Francisco dos Santos e acessos

O preço base do concurso de conceção-construção é de 38,5 milhões de euros.

- publicidade -

Foram admitidos sete candidatos no no concurso para a conceção-construção da nova Ponte D. António Francisco dos Santos e acessos. São eles: 

  • A empresa Puentes y Calzadas Infraestructuras S.L.U.;
  • O agrupamento de candidatos constituído pelas empresas Alexandre Barbosa Borges, S.A. e Construgomes Engenharia, S.A.;
  • O agrupamento de candidatos integrado pelas empresas Mota-Engil, Engenharia e Construção, S.A. e Omatapalo – Engenharia e Construção, S.A.;
  • O agrupamento de candidatos de que fazem parte as empresas Afavias – Engenharia e Construções, S.A., Casais – Engenharia e Construções, S.A. e Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A.;
  • O agrupamento de candidatos formado pelas empresas Ramalho Rosa Cobertar, Sociedade de Construções, S.A. e FCC Construcción, S.A.;
  • O agrupamento de candidatos composto pelas empresas Alberto Couto Alves, S.A., Alves Ribeiro, S.A. e Betar Consultores, Lda.; e, por fim, a empresa Conduril – Engenharia, S.A..

Adianta a Câmara Municipal do Porto, em comunicado, que “não obstante alguns deles ainda tenham de confirmar o cumprimento de determinados requisitos exigidos, os candidatos admitidos serão oportunamente convidados a apresentar propostas e terão um prazo de 7 meses para a respetiva apresentação, na qual deverão incluir um Estudo Prévio da solução global da ponte que se propõem executar, cumprindo com os requisitos técnicos de acordo com as peças de concurso”.

A empreitada de conceção-construção da nova ponte, lançada a 25 de junho, “consiste num concurso limitado por prévia qualificação, cuja primeira fase do procedimento, agora finalizada, visou a prévia qualificação dos candidatos, em função dos requisitos de capacidade financeira e técnica estabelecidos”, explica a autarquia. 

Sabre as próximas fases: “assim que terminada a fase de concurso, a qual culmina com a adjudicação da proposta ao concorrente vencedor, inicia-se a fase de execução contratual composta por dois momentos. A execução de estudos e projetos, durante os primeiros 12 meses, seguindo-se a execução da empreitada nos 24 meses seguintes, acrescidos de 2 meses para a realização de ensaios, levando assim a conclusão para o primeiro semestre de 2026”.

O preço base do concurso de conceção-construção é de 38,5 milhões de euros e determina um prazo máximo de execução de 1150 dias. O custo da obra será assumido na totalidade pelos dois municípios responsáveis pelo lançamento do concurso, Porto e Vila Nova de Gaia.Saiba tudo aqui.


SONDAGEM: Qual o seu sentido de voto nas próximas eleições legislativas a realizar no dia 30 de janeiro.
Carregue neste link para votar e partilhe
https://t.me/diariodistrito/1253

Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva no canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que fazemos no seu distrito


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *