Atualidade

Poluição nos rios europeus aumenta com máscaras e luvas descartadas

- publicidade -

Máscaras e luvas foram encontradas em abundância nas margens de sete rios europeus, durante as amostras efetuadas em junho, divulgou a Fundação Tara.

No âmbito de uma missão relacionada com microplásticos, foram explorados os rios Tamisa, Elba, Reno, Sena, Ebro, Ródano, Tibre, Garonne e Loire. Destes nove, são encontrados materias de proteção contra a COVID-19 em sete. “É preocupante para o futuro e podemos deduzir que já chegaram ao mar. Sobretudo as máscaras feitas de polipropileno [tipo de tecido], que vão fragmentar-se rapidamente”, disse Romy Hentinger, chefe da cooperação internacional da fundação Tara, à rádio francesa France Inter.

A expedição realizada detetou a presença de microplásticos em 100% das amostras de água, revelando que  “não se degradam no mar, sob a influência dos raios UV e do sal”, explicou Martin Hertau, capitão do laboratório Tara. É mais um alerta para a poluição nas águas, que aumenta cada vez mais.

Notícia recomendada: Município de Alcácer do Sal distribui 60 mil máscaras à população

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui