AtualidadeSetúbalSociedade

Politécnico de Setúbal vai ter Escola Superior em Sines

- publicidade -

O Instituto Politécnico de Setúbal vai alargar a sua oferta académica, com a instalação de uma nova escola de ensino superior em Sines.

O protocolo entre o IPS e a Autarquia de Sines já foi assinado, e a nova escola tem como principal objetivo, a qualificação de recursos humanos, tendo no horizonte os vários investimentos previstos para o Litoral Alentejano. Ao mesmo tempo, o projeto pretende preencher uma lacuna ao nível da formação superior naquela região.

A Escola Superior de Sines terá financiamento do Portugal 2030 e do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e prevê uma oferta diversificada, nomeadamente nas áreas de tecnologia e informática, meio digital, energia, turismo e bem-estar, mar, logística e sustentabilidade. A ideia é avançar com cursos de licenciatura, mestrados, pós-graduações e cursos técnicos superiores profissionais (CTeSP).

A nova instituição representa um investimento de cerca de cinco milhões de euros, e de acordo com o presidente do IPS, Pedro Dominguinhos, será um “factor de desenvolvimento e competitividade regional para todo o Alentejo Litoral, onde se destacam investimentos como o centro de dados Sines 4.0, a nova fábrica de indústria aeronáutica da Lauak em Grândola, o projecto de ampliação da Repsol Polímeros, e para além do crescimento do Porto de Sines, projetos nas áreas do turismo e da energia”.

Durante a cerimónia do “Dia do IPS”, o professor Pedro Dominguinhos lembrou que o Instituto tem “uma responsabilidade acrescida de responder aos desafios e às necessidades de qualificação da região, e o Alentejo Litoral e Sines têm um dinamismo económico muito significativo, e os investimentos que se concretizam na região, e aqueles que estão anunciados, obrigam de uma forma muito vincada a um incremento das qualificações, e à disponibilização de recursos humanos qualificados para responder a esses mesmos desafios”.

“A Escola Superior de Sines vem completar um ciclo educativo e formativo”… “na era da inovação será uma mais valia…” – Nuno Mascarenhas, edil da C.M. Sines

Para o presidente da Câmara Municipal de Sines, “a fixação de uma instituição de ensino superior era uma antiga ambição de Sines e da região, que entra na era da inovação, e uma escola superior comprometida com o território e com as suas empresas, é uma mais-valia muito grande”

Segundo o autarca Nuno Mascarenhas, “a escola superior que o Instituto Politécnico de Setúbal pretende instalar em Sines, vem completar um ciclo educativo e formativo onde já figurava o ensino obrigatório, o ensino profissional e tecnológico, a formação ao longo da vida e a qualificação dos activos”. O edil lembra que o concelho de Sines, tinha já “um ecossistema onde estava a Escola Tecnológica do Litoral Alentejano e o Sines Tecnopolo por exemplo, onde o próprio Politécnico já estava muito presente, nomeadamente através da fixação de CTeSP´s”.

Contas feitas, o objetivo é que a nova Escola Superior de Sines possa estar concluída até finais de 2023, “num conceito muito claro de uma escola sem muros, estilo “university without walls”, num espaço ao serviço da região, e onde os docentes, estudantes e actores relevantes do território possam desempenhar um papel fundamental a nível de investigação, empreendedorismo e prestação de serviços”.

Quanto à zona onde poderá ficar a instituição, Nuno Mascarenhas considera que “existe uma localização indicativa e privilegiada, junto às escolas e às empresas”.

O presidente do IPS remata que sendo uma “Universidade sem muros ao serviço da região”, Pedro Dominguinhos diz esperar “já a partir de janeiro, no Sines Tecnopolo, na Escola Tecnológica do Litoral Alentejano ou noutros parceiros, começar a desenvolver pós-graduações e apostar na formação ao longo da vida” para além de “no próximo ano, apresentar junto da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior as primeiras licenciaturas para serem leccionadas em Sines”.

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo