Parceiros
AtualidadeDistritoLisboaSetúbal

Plataforma online reúne dados meteorológicos em tempo real da Área Metropolitana de Lisboa

- publicidade -

Os 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa vão passar a contar com uma plataforma online com dados meteorológicos em tempo real, obtidos através das 18 estações meteorológicas, instaladas nestes municípios.

A monitorização dos dados em tempo real decorre através de uma plataforma online que analisa todas as informações essenciais transmitidas pelas estações e avalia os dados meteorológicos.

A rede da AML pretende conhecer os padrões associados às alterações climáticas na região e o seu impacto nas comunidades, com o objetivo de reduzir a vulnerabilidade da região às alterações climáticas.

A sessão de apresentação desta fase do projeto CLIMA.AML -Uma – Rede de Monitorização e de Alerta Meteorológico Metropolitano vai ter lugar esta terça-feira às 15h00, no Centro de Interpretação Ambiental da Pedra do Sal, em São Pedro do Estoril, Cascais, e é destinada a eleitos, técnicos municipais e investigadores científicos.

Segundo a AML, o CLIMA.AML dá sequência ao Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climáticas, apresentado publicamente em dezembro de 2019, e permitirá acumular um vasto conhecimento com a recolha e disponibilização de dados meteorológicos à escala local.

Outro aspecto que vai ser possível é a recolha de dados quanto à evolução dos impactos e eventos resultantes das alterações climáticas, os quais, progressivamente, se têm vindo a registar com maior intensidade nesta região metropolitana.

O objetivo é conceber políticas que possam «reduzir a vulnerabilidade e adaptar a área metropolitana de Lisboa às alterações climáticas».

A AML é composta pelos municípios de Almada, Alcochete, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Oeiras, Odivelas, Palmela, Mafra, Moita, Montijo, Seixal, Sintra, Sesimbra, Setúbal e Vila Franca de Xira.

O projeto CLIMA.AML está inserido no programa Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono, operado pela Secretaria-Geral do Ambiente e da Ação Climática, e é financiado pelos EEA Grants 2014-2021.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário