AtualidadeDestaqueJustiçaLeiria

PJ de Leiria interroga toda a noite suspeitos da morte de Valentina

- publicidade -

Depois de vários dias de busca sem qualquer êxito, a Polícia Judiciária de Leiria esteve no local a recolher provas, mas não detetou qualquer vestígio de sangue da pequena que estava desaparecida desde quarta-feira na Atouguia da Baleia, em Peniche.

Os inspetores da PJ interrogaram o pai e a madrasta da pequena Valentina e as suas versões foram deixando cada vez mais os inspetores com certezas de que os dois estariam envolvidos no desaparecimento da criança de 9 anos.

O pai e a madrasta foram detidos ontem e interrogados toda a noite, fazendo com que o pai de Valentina confessa-se ser o autor do crime. Mas a história ainda não convenceu os inspetores da PJ, pois o segundo a TVI o pai terá dito que através de uma discussão entre eles os dois, a Valentina terá caído e bateu com a cabeça no chão. Versão que não convence a PJ, pois segundo dados já apurados, o corpo apresentava marcas no pescoço, como se de uma asfixia se tratasse. O pai terá dito ainda que com a aflição terá enterrado o corpo num eucaliptal perto da casa onde residem.

Segundo algumas informações, a CPCJ acompanhava o caso de perto, já que o pai era consumidor de droga e que já estava separado da mãe da pequena Valentina, fazendo guarda partilhada entre ele e a mãe da criança. Mas a criança também não gostava de passar grandes temporadas na casa do pai.

A PJ vai dar esclarecimentos sobre o caso a partir das 16h00.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *