AtualidadeDestaqueDistritoDistrito SetúbalPalmelaPinhal Novo

Pinhal Novo: Moradora abordada por “meliante” que dizia ser inspetor da Segurança Social

O caso aconteceu na semana passada na zona do Vale da Vila, na região rural nascente da vila de Pinhal Novo. As autoridades continuam sem responder às necessidades da população.

publicidade

O Diário do Distrito tem noticiado nos últimos dias situações que estão a colocar as populações das zonas rurais do concelho de Palmela, mais propriamente na freguesia de Pinhal Novo, em estado de alerta e o medo continua a apoderar-se dos mais vulneráveis.

A semana passada relatamos a situação de uma automóvel carrinha de marca BMW, escura, com quatro indivíduos de etnia cigana que tem percorrido toda a região com o intuito de levar tudo o que encontram das moradias. Existem relatos ainda de que uma propriedade na zona de Lagameças, Poceirão e Marateca, foi também alvo de uma tentativa de assalto.

O Diário do Distrito falou com alguns moradores da região de Lagoa da Palha, Vale da Vila e Arraiados, que nos relatam que esse carro há mais de duas semanas que percorre a região e estaciona horas “a fio” em alguns locais para ver as movimentações dos moradores. No Penteado existem também relatos de assaltos, na sua maioria a ferro velho que existe nas propriedades e que é carregado posteriormente por uma carrinha de carga, branca.

No final da semana foi a vez de um homem, bem vestido, abordar uma moradora no Vale da Vila, e passar-se por um inspetor da Segurança Social. Maria C. disse ao nosso jornal que “foi abordada por esse indivíduo, que eu no início até me pareceu ser alguma testemunha de Jeová, é normal eles aparecerem-nos nestas alturas para passar a palavra, mas a conversa dele foi muito estranha”, para esta moradora que não caiu no conto do vigário explica que “logo a primeira abordagem foi, se eu tinha dinheiro em casa, pois as notas de 100 euros e 20 euros iam acabar, e que era inspetor da Segurança Social e que estava ali para recolher o dinheiro das pessoas para que depois a Segurança Social enviasse o valor em vale postal”, a história não convenceu Maria C. que disse logo que não utilizava dinheiro, pegando-se ao telefone com o intuito de chamar a GNR.

Ele quando me viu pegar ao telefone, perguntou-me: O que está a fazer, minha senhora? E eu respondi que estava a chamar o meu marido que estava em casa – mentira – estava sim a procurar o número da GNR, quando ele fugiu em direção ao Aceiro dos Arraiados”, este é um dos primeiros casos da região, onde um “meliante” tenta fazer-se passar por inspetor da Segurança Social para burlar pessoas.

Tivemos relatos ainda de que na semana passada um outro carro percorria a Rua Ary dos Santos, na Lagoa da Palha, com dois indivíduos que se diziam também ser da Segurança Social, segundo sabemos, os indivíduos são de etnia cigana que tentam enganar os mais idosos.

 

Artigos Relacionados

One Comment

  1. A GNR da região (Pinhal Novo) está mais preocupada em multar os carros dos cidadãos trabalhadores “que segundo a GNR perturba o trânsito na Venda do Alcaide”. Para combater a criminalidade nunca estão disponíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui