Almada

Petição pede suspensão da requalificação do Eixo Central de Almada

- publicidade -

A petição que reúne cerca de 480 assinaturas, pretende a suspensão da proposta de requalificação do Eixo Central da cidade de Almada e a realização de um processo de esclarecimento e discussão pública, através de uma Assembleia Municipal extraordinária de clarificação sobre o assunto.

O anúncio desta requalificação foi feito no dia 15 de Fevereiro, quando o executivo municipal aprovou em reunião camarária o lançamento da empreitada, conforme o Diário do Distrito noticiou.

A empreitada, no valor de 425.000€, prevê alterações sobretudo ao nível da gestão do trafego automóvel, no Eixo Central da cidade de Almada e na zona do Mercado de Almada e da Rua de Olivença.

«Trata-se de uma área intervencionada em 2008, no âmbito da integração do canal de passagem do metro ligeiro de superfície, cujo espaço público fora requalificado de acordo com uma estratégia de mobilidade ambientalmente sustentável, praticada em várias capitais europeias e que privilegia o acesso ao transporte colectivo e o usufruto do espaço público para lazer e recreio através da reconversão de grandes áreas dedicadas ao acesso pedonal, equipadas com novo mobiliário urbano e vegetação arbórea e arbustiva de ensombramento» refere a informação que acompanha a petição.

«A proposta de empreitada agora aprovada prevê novas acções de requalificação que privilegiam, pelo contrário, o acesso automóvel ao centro da cidade em detrimento do acesso pedonal, ciclável ou outro modo suave, através do aumento do número de vias de circulação rodoviária e a diminuição da área de passeio, bem como o consequente abate de árvores de médio e grande porte sem qualquer medida de compensação.»

Os signatários acusam ainda que «esta proposta não foi objecto de qualquer processo de apresentação, consulta e discussão pública» pelo que apelam ao presidente da Assembleia Municipal de Almada «a urgente convocação de uma Reunião Extraordinária que possibilite a suspensão imediata deste processo e que faça desencadear os necessários e legítimos instrumentos democráticos que possibilitem a discussão pública sobre os impactos da proposta de requalificação aprovada para o Eixo Central da Cidade de Almada, zona do Mercado e Rua de Olivença».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui