Atualidade

Petição contra Mamadou Ba por “crime de incentivo ao ódio” já tem milhares de assinaturas

Uma petição dirigida à Procuradoria Geral da República quer que Mamadou Ba responda em tribunal pelo "crime de discurso e incentivo ao ódio".

- publicidade -

Uma petição dirigida à Procuradoria Geral da República quer que Mamadou Ba responda em tribunal pelo “crime de discurso e incentivo ao ódio”, que motivou bastantes criticas no passado domingo.

Eis a petição que já conta com milhares de assinaturas:

“Nós cidadãos vimos por este meio apresentar queixa-crime pelo crime de discurso de incentivo ao ódio. Não há desculpas em manter qualquer discurso de que a única forma de o sujeito politico negro só pode sobreviver se houver um genocídio do homem branco.

Portugal é uma nação maioritariamente inclusiva. Portugal sempre teve pessoas ligadas à politica de várias etnias inclusive no tempo do estado novo.

Como cidadãos sentimo-nos fisicamente ameaçados com este discurso. Sentimos que a liberdade e vida podem ficar em risco.
A justiça tem que atuar sob pena de haver homicídios de inocentes motivados unicamente pela pigmentação da pele. Recusamo-nos a viver com medo.

São uma ameaça à democracia ao estado de direito e à nossa vida.
Com base no artigo 240 do CPP, vimos pedir que este senhor responda no tribunal.

Queremos acreditar na justiça. Ninguém quer um país onde passem a haver milícias populares e sítios onde o estado não tem mão. Isto porque se permite que continuem a haver pessoas que não respeitam os limites da lei e o estado (através da justiça) se demite das suas mais elementares funções.
Portugal é um país de várias etnias.

É multicultural na sua génese e fundação. Não é possível que se continue a dar cobertura a alguém que tem a nacionalidade portuguesa adquiria e foi aqui recebido como sendo filho da terra. Agora use esse discurso de ódio como forma de justificar a sua existência politica”.

Artigos Relacionados

6 Comentários

  1. Li aqui que este cavalheiro adquiriu a nacionalidade portuguesa. Com que justificou o seu pedido de desejar ser “português”?
    Se foi aceite, foi emitido um papel, mas não a factualidade do seu nascimento e ter espírito de Portugal…
    Portanto a situação pode muito bem ser revertida, pelos comportamentos posteriores do requerente.
    E é isso que tem de ser executado, esta criatura não deseja ser português, nem demonstra o seu sentido de ser LUSO, motivo por que tem de ser anulada, oficialmente, esse requerimento, por ser vexado pelos seus comportamentos e manifestações anti-portuguesas, demonstrando, claramente, de que não gosta dos Portugueses, nem de Portugal.

  2. O “Distrito de Setúbal” só publica comentários a darem os améns ao intuito da sua notícia. Só isso explica que o meu comentário a contestar a veracidade da “notícia” original (bastou ver o vídeo original para perceber que o contexto não é aquele que abusivamente o DS pretende que seja) não teve direito a ser reproduzido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui