Setúbal

Petição contesta aumento do estacionamento tarifado em Setúbal

- publicidade -

O recente projecto aprovado na Câmara Municipal de Setúbal de criar estacionamento tarifado em várias zonas residenciais, numa concessão de 40 anos, deixou muitos setubalenses descontentes, e levou à criação de uma petição «contra a nova concessão de estacionamento tarifado em Setúbal», já assinada por mais de 400 pessoas.

O criador da petição, Jonas Bonaparte, explicou ao Diário do Distrito que esta foi “elaborada por um grupo de moradores setubalenses contra o novo regulamento de estacionamento em Setúbal”.

A petição explica o preço que os moradores vão pagar nos novos espaços concessionados «com um preçário dos dísticos por família/empresas: primeira viatura 10€, segunda viatura, 70€, terceira viatura 150€. Uma família que tenha 3 viaturas irá pagar 230 euros anuais.»

Para Jonas Bonaparte “a decisão de passar a cobrar pelo estacionamento em zonas residenciais, comerciais e de lazer da cidade, designadamente no território da União das Freguesias de Setúbal, traduz-se na criação de mais um encargo aos setubalenses, totalmente injustificado”.

A petição alerta para os moradores vão ver aumentado «em mais de 500% o zonamento a tarifar (dos atuais 1487 lugares para os 8300 lugares previstos no projeto)» e que a proposta de regulamento «prevê ainda um brutal e enorme aumento das tarifas a cobrar em todas as zonas, para valores muito superiores, aos praticados noutros concelhos da Área Metropolitana de Lisboa, idênticos a Setúbal, quando o nível de vida e o poder de compra é bem inferior no nosso concelho».

Os signatários colocam-se «contra os valores absurdos dos dísticos, e de algumas como o Bairro Santos Nicolau, o Bairro da Conceição, do Moinho do Frade, da Fonte do Lavra, o Bairro do Liceu, de Vanicelos, das Amoreiras, da Urbisado, entre outros que o projeto contempla, e que são fortemente penalizadores dos cidadãos e das famílias setubalenses».

A petição tem por objectivo levar o descontentamento dos moradores «junto dos órgãos competentes, nomeadamente da Câmara Municipal de Setúbal, da Assembleia Municipal de Setúbal, da Junta de Freguesia da União das Freguesias de Setúbal e da Assembleia de Freguesia da União das Freguesias de Setúbal».

O PS Setúbal já se posicionou «frontalmente» contra o Projeto de Novo Regulamento Municipal de Estacionamento Público Tarifado e de Duração Limitada no Concelho de Setúbal (apresentado em 2019)» e também «contra a adjudicação da concessão por 40 anos (decorrente do concurso público), que agora foi aprovado pela maioria PCP/CDU em reunião de câmara», conforme noticiou o Diário do Distrito.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo