coronavírusPolítica

PCP satisfeito com perspetiva de último estado de emergência

- publicidade -

O secretário-geral do PCP afirmou-se satisfeito com a perspetiva do Presidente da República de proceder na próxima semana à última renovação do estado de emergência devido à pandemia de covid-19.

“Fiquei satisfeito com esta perspetiva porque nós sempre considerámos que o confinamento era uma exceção, mas não poderia ser a solução. A solução passa pela vacinação”, defendeu Jerónimo de Sousa após uma visita a um centro de vacinação no Seixal.

Esse era o caminho mais certo e seguro que se colocava”, disse o líder do PCP, que se tem pronunciado contra os sucessivos estados de emergência.

Jerónimo de Sousa acrescentou que o fim do estado de emergência não pode, no entanto, significar o abandono das medidas sanitárias de proteção contra a covid-19, mas é importante para se responder a situação económica e social do país.

  “A situação económica e social – que é outro problema – precisa de desconfinamento. E não é contraditório, nem uma contradição insanável, respeitando as normas de segurança, sermos capazes de dinamizar a economia, defender os empregos, responder às dramáticas situações sociais que atualmente existem”, disse.

   “Essa medida, que corria o risco de ser cada vez mais banalizada, possivelmente vai ser avaliada e aliviada. Há que ter esperança, porque isto não ser sempre assim”, concluiu Jerónimo de Sousa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui