País

Passos Coelho critica Montenegro e quer acordo para a reversão da lei da eutanásia

- publicidade -

No dia em que a lei de despenalização da eutanásia foi aprovada no Parlamento, o jornal Observador publicou um artigo de opinião do antigo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho em que este explica os motivos porque é contra a legalização e em que defende como devem – neste caso, deviam – os partidos organizar-se para reverter essa lei, deixando também alguns recados ao actual presidente do PSD, Luís Montenegro, sobre a forma como tem gerido este processo.

“É sempre uma questão de consciência individual (…), mas uma coisa é aceitar a objecção de consciência neste tipo de decisão, outra é afirmar que não se tem uma concepção destas matérias enquanto partido e deixar que sejam os deputados por si mesmos a decidir o que a sua consciência indicar”, escreve Passos Coelho, realçando que “não sendo um defensor de soluções referendárias neste tipo de matéria”, entende que se procure “uma instância de recurso ou apelo para as evitar”.

O antigo primeiro-ministro critica ainda a indefinição de Luís Montenegro sobre um tema que atravessou três legislaturas e já contou com dois vetos presidenciais.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *