Parceiros
Atualidade

Partidos querem audição urgente ao presidente da Câmara Municipal de Setúbal  

- publicidade -

Os partidos com assento na Assembleia da República estão a reagir à noticia que foi divulgada esta sexta-feira pelo jornal Expresso sobre a forma como estão a ser recebidos os refugiados ucranianos em Setúbal.

A reportagem dá conta que os ucranianos estão a ser recebidos por um casal russo, conhecidos por serem simpatizantes das políticas de Putin, nos serviços de apoio da Câmara Municipal de Setúbal, assim como o facto de responsáveis pela Linha de Apoio aos Refugiados estarem a fotocopiar documentos dos refugiados, entre os quais passaportes e certidões das crianças, e inquirirem os mesmos sobre familiares que ficaram na Ucrânia.

A Iniciativa Liberal (IL) solicitou uma audição com «carácter de urgência» ao presidente da câmara de Setúbal, André Martins na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, num anúncio feito deputada Joana Cordeiro.

A IL considera que a situação em causa é “extremamente grave” e “vergonhosa”.

“É importante que consigamos perceber se efetivamente nesta altura, o PCP está a favor da paz ou do agressor”, referiu a deputada Joana Cordeiro.

O PSD reagiu também à notícia, e anunciou que vai pedir a audição parlamentar do presidente da Câmara de Setúbal e da embaixadora da Ucrânia, assim como solicitar esclarecimentos, por escrito, ao gabinete do primeiro-ministro.

«A ser verdade, o PSD repudia absolutamente e considera inaceitável esta atitude por parte das autoridades locais, neste caso a Câmara de Setúbal, e de todas as entidades envolvidas», afirmou o vice-presidente da bancada parlamentar Ricardo Baptista Leite, em declarações aos jornalistas no Parlamento, «e o PSD exige que sejam imediatamente interrompidas quaisquer atividades desta natureza» relembrando o ocorrido com a Câmara Municipal de Lisboa.

O PSD irá ainda dirigir uma pergunta escrita ao gabinete do primeiro-ministro, António Costa, que tem a tutela do Alto Comissariado para as Migrações.

Da parte do PAN, também são exigidos esclarecimentos. Inês Sousa Real, considera a «situação demasiado grave.

Também o PAN pondera chamar ao Parlamento o presidente da Câmara Municipal de Setúbal para «prestar todos os esclarecimentos, porque é demasiado grave o que se passou», referiu Inês Sousa Real, e o deputado do Livre, Rui Tavares, considerou “toda a situação muito preocupante. Temos de ter toda a precaução no acolhimento dos refugiados e dos que ainda têm familiares na Ucrânia, que podem vir a ser vítimas de represálias.

Pediremos esclarecimentos na comissão de Direitos, Liberdades e Garantias.»

Da parte do BE, o deputado Pedro Filipe Soares, considerou “ser este um assunto da responsabilidade do Estado português, que não pode delegar este tipo de serviços sem garantir a idoneidade de todo o processo» e frisou que vão pedir esclarecimentos ao Governo.

Para o Chega, «estamos perante um crime e um caso de polícia, e iremos solicitar a presença do presidente da Câmara Municipal para esclarecer este assunto e apurar responsabilidades», afirmou o deputado Bruno Nunes, e adiantou que também irão solicitar declarações ao Presidente da República.

- publicidade -

Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário